• IRS 2019

Formas de doar dinheiro

As doações monetárias são a melhor forma de ajudar as pessoas carenciadas ou vítimas de catástrofes ou desastres, porque o dinheiro pode, de forma muito rápida e simples, ser transferido para qualquer conta bancária ou convertido imediatamente nos géneros mais necessários, em qualquer parte de Portugal ou do mundo.

Isto permite à Cruz Vermelha poder usar o seu forte poder de compra (obtendo preços especiais para os produtos) e ajustar a resposta muito rapidamente a necessidades e prioridades variáveis.

Existem várias formas de doar dinheiro para a Cruz Vermelha Portuguesa, nomeadamente:

  • Online, fazendo um donativo pontual ou recorrente
  • Por transferência bancária, para uma das contas CVP
  • Por multibanco ou netbanking: entidade 20999, referência 999999999
  • Por correio, enviando-nos um cheque ou vale postal
  • Por Payshop
  • Por telefone, ligando para a linha do nosso Fundo de Emergência 760 20 22 22
  • Campanha “Ser Solidário” no Multibanco
  • Consignando 0,5% do IRS, sem custo algum
  • Deixando uma herança ou legado

Para saber mais, consulte os destaques abaixo.

Ao abrigo do Estatuto do Mecenato, a Cruz Vermelha Portuguesa emite um recibo de donativo que poderá ser utilizado para deduções nos impostos. Para obter este recibo é necessário fazer chegar-nos a identificação e o NIF do doador, bem como o comprovativo da operação de donativo.
Para mais esclarecimentos, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Online

O seu donativo dá-nos a flexibilidade para responder de forma rápida e efectiva a situações de emergência inesperadas, como catástrofes naturais ou desastres, ou a necessidades humanitárias emergentes, em Portugal e em todo o mundo.

Faça aqui o seu donativo online, de forma segura e rápida, optando pelo meio de pagamento mais conveniente (Payshop, Multibanco ou cartões Visa, Mastercard e Maestro).

Por transferência bancária

Poderá doar o valor que quiser, efectuando um depósito ou uma transferência bancária numa das contas da Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa abaixo listadas.

Se pretender dirigir o seu donativo para alguma estrutura local da instituição, deverá contactá-la directamente para obter as necessárias orientações sobre como proceder.

Fundo Geral para Desenvolvimento e Actividades

BancoIBAN
Montepio PT50 0036 0000 991058864103 7
cgd PT50 0035 0027 00025871 932 2

Fundo de Emergência

BancoIBAN
Millennium bcp PT50 0033 0000 4530 7610 6910 5
cgd PT50 0035 0027 0008 2402 2305 3
BPI PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4
Santander PT50 0018 0000 2399 6353 0014 9
Novo Banco PT50 0007 0000 0014 9687 3942 3
Montepio PT50 0036 0087 9910 0053 7165 1
Bankinter PT50 0269 0117 0020 1022 4649 0
Banco popular PT50 0046 0392 0060 0093 4753 5

Por multibanco ou netbanking

Para isto, basta escolher a opção "Pagamento de Serviços", inserir a entidade 20999 e a referência 999 999 999, e escolher o montante do donativo.

Os donativos por esta via são dirigidos automaticamente para o nosso Fundo de Emergência.

Por telefone

Ligando para a linha do nosso Fundo de Emergência 760 20 22 22.

Linha de atendimento automático cedida pela PT Comunicações. Custo da chamada 0,60€ +IVA.

Por correio (cheque ou vale postal)

Poderá fazer um donativo através do envio por correio tradicional de um cheque nominal ou de um vale postal para o Departamento Financeiro na Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa:

  • Jardim 9 de Abril, nº 1 a 5, 1249-083 Lisboa, Portugal

Se pretender dirigir o seu donativo para alguma estrutura local da instituição, deverá contactá-la directamente para obter as necessárias orientações sobre como proceder.

Campanha “Ser Solidário” no Multibanco

Num Caixa Automático Multibanco, poderá efectuar o seu donativo bastando seguir os seguintes passos:

  • Introduzir o cartão bancário
  • Digitar o código pessoal secreto
  • Seleccionar "Transferências"
  • Seleccionar "Ser Solidário"
  • Escolher a entidade "Cruz Vermelha Portuguesa"
  • Indicar a importância do donativo
  • Seleccionar opção de impressão (Talão/Factura)
  • Confirmar a operação

Existe ainda a opção de solicitar um comprovativo para efeitos fiscais. Para tal deve seleccionar a opção “Factura” e introduzir o número de contribuinte.

No final da operação, o talão comprovativo é valido para efeitos de apresentação no serviço de Finanças, estando o cabeçalho preenchido com os dados fiscais da Cruz Vermelha Portuguesa.

Este meio é disponibilizado pela campanha "Ser Solidário” da SIBS e dos bancos do sistema Multibanco, podendo ser suspensa a qualquer momento.

Consignação de 0,5% do IRS - Cruz Vermelha Portuguesa NIF 500 745 749

A consignação do IRS consiste em doar 0,5% do IRS liquidado (imposto destinado ao Estado) a uma entidade elegível para esse efeito. O contribuinte não tem qualquer encargo, não paga mais IRS nem recebe menos reembolso. É o Estado que prescinde dessa parcela do imposto, entregando-a à entidade indicada pelo contribuinte.

Por exemplo 
Imagine que o valor do seu IRS liquidado referente a 2018 é de 6.000€, as retenções e pagamentos por conta são de 6.500€ e que tem direito a um reembolso de 500€. Se consignar 0,5% do seu IRS liquidado, receberá o devido reembolso de 500€ e a entidade escolhida receberá 30€ do imposto total que o Estado liquida (6.000 euros x 0,5% = 30€). Já o Estado arrecada a diferença entre o IRS liquidado (6.000€) e a consignação de 0,5% do IRS (30€), ficando com 5.970€. O Estado perde 30€, mas o seu reembolso não sofre qualquer desconto. Caso decida não consignar 0,5% do seu IRS, o Estado fica a ganhar. Isto, porque recebe a totalidade do seu IRS liquidado (6.000€).

A Autoridade Tributária e Aduaneira disponibiliza no Portal das Finanças a lista de entidades que podem beneficiar da consignação de 0,5% do IRS. A Cruz Vermelha Portuguesa é uma delas. Ao consignar o seu imposto a esta instituição está a apoiar a actividade humanitária da Cruz Vermelha Portuguesa que abrange mais de um milhão de beneficiários.

Como fazer a consignação?
Em 2019, poderá fazê-lo de duas formas diferentes:

  • Antes da entrega do IRS, até 31 de março, no Portal das Finanças;
  • Durante o prazo da entrega do IRS, entre 1 de abril e 30 de junho, no IRS Automático ou na declaração anual de rendimentos tradicional (modelo 3), no Quadro 11 do anexo “Rosto”.

pdfVER INSTRUÇÕES DE COMO CONSIGNAR 0,5% DO IRS AQUI.

Payshop

Para efectuar um donativo através da rede de pagamentos Payshop, basta dirigir-se a um dos agentes Payshop e pedir para fazer um donativo para a Cruz Vermelha Portuguesa, escolhendo o montante que pretende doar (valor mínimo de apenas 1€).

Depois de entregar o valor ao agente, este regista o donativo no terminal Payshop e entrega um recibo comprovativo (dedutível no IRS/IRC).

Heranças e legados

Redigir em vida um testamento é a forma válida e incontestável de garantir que a nossa vontade, desejos e convicções serão respeitados após a nossa morte. Se pretender mencionar a Cruz Vermelha Portuguesa no seu testamento, deixando-lhe uma herança ou legado, poderá contactar o nosso departamento jurídico para receber as necessárias orientações sobre como proceder.

 

Salvo expressa declaração contrária, o doador autoriza a Cruz Vermelha Portuguesa a publicitar a sua identificação, bem como o montante do donativo realizado. No caso de optar pelo anonimato, o montante do donativo não deixará de ser publicitado. Nesta última situação, o doador deverá endereçar a declaração de não autorização de publicitação da sua identificação para o seguinte email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Powered by jms multisite for joomla