• ESTE ANO AO CONSIGNAR, PODE GANHAR!
  • Testes Covid-19
%PM, %19 %672 %2021 %15:%Fev.

COVID-19: As "consequências mortais" das desigualdades na distribuição da vacina no mundo. IFRC lança um plano para ajudar a vacinar 500 milhões de pessoas

A esmagadora maioria das doses da vacina COVID-19 administradas até agora foi distribuída em países com rendimentos per capita mais altos, de acordo com uma análise da Federação Internacional da Cruz Vermelha e Sociedades do Crescente Vermelho (IFRC).

Quase 70% das doses de vacina administradas até agora ocorreram nos 50 países mais ricos do mundo. Em contraste, apenas 0,1% das doses da vacina foram administradas nos 50 países mais pobres. A FICV alerta para essas desigualdades  alarmantes que podem provocar um efeito fatal e devastador.

Jagan Chapagain, Secretário-Geral da IFRC, disse: “É alarmante porque é injusto e pode prolongar ou mesmo agravar esta terrível pandemia. Deixem-me ser claro: na corrida para acabar com esta pandemia, estamos todos a remar no mesmo barco. Não podemos sacrificar aqueles que correm maior risco em alguns países para que aqueles que com menor risco possam ser vacinados noutros países.

“A distribuição equitativa das vacinas COVID-19 entre e dentro dos países é mais do que um imperativo moral, é a única maneira de resolver a emergência de saúde pública mais urgente de nosso tempo. Sem uma distribuição igual, mesmo aqueles que são vacinados não estarão seguros. ”

A IFRC reforça que, se grandes áreas populacionais do globo permanecerem sem vacinas, o vírus COVID-19 continuará a circular e a sofrer mutações. Isso pode levar ao surgimento de variantes que não respondem às vacinas, permitindo que o vírus infecte pessoas que já podem ter sido vacinadas.

Numa tentativa de apoiar a distribuição equitativa de vacinas, a IFRC anunciou hoje um novo plano de 100 milhões de francos suíços que visa apoiar a imunização de 500 milhões de pessoas contra a COVID-19.

Segundo o plano, as Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho apoiarão os esforços nacionais de vacinação numa variedade de áreas e nas fases de planeamento e implementação. Isso incluirá esforços para construir uma perceção de confiança sobre este processo de vacinação e neutralizar a desinformação sobre a sua eficácia - uma intervenção que é cada vez mais importante à medida que as taxas de hesitação vacinal aumentam em todo o mundo.

Os voluntários da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho também procurarão comunidades e indivíduos que estejam economica, social ou geograficamente isolados, para garantir o seu envolvimento nos esforços de vacinação. Além disso, equipas treinadas serão, em muitos países, responsáveis pela entrega física de vacinas a grupos de risco. 

Cerca de 66 Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho já estão ou estarão envolvidas em campanhas de vacinação. 

 

Chapagain da IFRC disse: “A igualdade não acontece por acaso. A história do mundo diz-nos isso. Também na distribuição de vacinas isso se verifica. Este processo precisa de ser projetado e planeado desde o início. O nosso plano é garantir que essas vacinas saiam das capitais e cheguem aos braços de indivíduos e comunidades vulneráveis, em risco e isolados.”

O plano de vacinação da IFRC - que faz parte de seu esforço geral de resposta ao COVID-19 - está disponível no site da IFRC.

Powered by jms multisite for joomla