• IRS 2019

Página da transparência

Operação Embondeiro por Moçambique -  DONATIVOS FUNDO DE EMERGÊNCIA

Apelo de Emergência da Federação Internacional da Cruz Vermelha/Crescente Vermelho para a angariação de cerca de 27 milhões de euros para apoiar a Cruz Vermelha Moçambicana a prestar assistência a 200 mil pessoas por 24 meses. Estimam-se cerca de 1.85 milhões de pessoas afectadas (apelo revisto a 25.03.2019)

APELO INTERNACIONAL

FOTOGALERIA

PONTOS DE SITUAÇÃO

DONATIVO DE ARTIGOS

DONATIVOS

  • Donativo de 5.000€ do Fundo de Emergência CVP para a CV Moçambicana
  • Donativo de 5.000€ da Cruz Vermelha de Olhão
  • Donativo de 50.000€ da Caixa Geral de Depósitos, Fidelidade e Millennium BCP
  • Donativo de 120.000€ da Câmara Municipal de Sintra
  • Donativo de 5.000€ das Águas de Monchique
  • Donativo de 50.000€ do Banco Montepio (1.º donativo)
  • Donativo de 100.000€ da Fundação Calouste Gulbenkian
  • Donativo de 25.000€ da Boutique dos Relógios
  • Donativo de 210.000€ da Sociedade Francisco Manuel dos Santos e Grupo Jerónimo Martins, contribuição para o novo frete de avião Euro Atlanctic de 31.03
  • Donativo de 50.000€ da Fundação Oriente
  • Donativo de 5.000€ do Haitong Bank
  • Donativo de 32.500€ da Roche Portugal
  • Donativo de 5.000€ da Med & CR
  • Donativo de 5.000€ do Espaço Casa
  • Donativo de 10.000€ da EFAPEL
  • Donativo de 11.968€ do Bazar do Corpo Diplomático promovido pela Associação das Famílias dos Diplomatas Portugueses (ver aqui carta)
  • Donativo de 50.000€ do Banco Montepio (2.º donativo, atribuído a projecto específico de Laboratório do Hospital Central da Beira)
  • Donativo de 25.000€ do JP Group
  • Donativo de 5.000€ da OCPLP
  • Donativo de 10.000€ da Indasa
  • Donativo de 10.000€ da Câmara Municipal da Figueira da Foz
  • Donativo de 5.840,50€ da Linklaters
  • Donativo de 5.000€ da Cruz Vermelha da Madeira
  • Donativo de 5.000€ da EFCIS
  • Donativo de 5.000€ da Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva
  • Donativo de 10.000€ da Câmara Municipal de Alcobaça
Saldo contas Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa e angariação Médicos do Mundo: 2.392.841,88 euros.
pdfVer aqui saldo (14.05.19,16h00)

Clique aqui para ver dados actualizados sobre a angariação de fundos pela Médicos do Mundo.

Operação Embondeiro por Moçambique - CONTACTOS

Assuntos gerais e Voluntariado

Andreia Padre - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Susana Gouveia - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Donativos monetários e outros apoios

Sofia Freitas - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Recibo de donativos

Luís Emídio - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Comunicação, ligação aos Media

Joana Pinheiro - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Sara Sampaio - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Presidente Nacional da CVP

A Cruz Vermelha Portuguesa é uma Organização Humanitária, subordinada à Convenção de Genebra, ratificada por Portugal e regida por Estatutos aprovados pelo Decreto-Lei 281/2017 de 7 de Agosto.

O número 2 do Artigo 3º daqueles Estatutos estabelece que “a Cruz Vermelha Portuguesa é uma pessoa colectiva, de direito privado e de utilidade pública administrativa, sem fins lucrativos, com plena capacidade jurídica para a prossecução dos seus fins.” Nos termos dos mesmos Estatutos, o Presidente Nacional não recebe qualquer remuneração.

Por isso, à luz do princípio da transparência, confirma-se que o Dr. Francisco George, aposentado por limite de idade aos 70 anos, e pensionista da Administração Pública, exerce o mandato de Presidente na qualidade de voluntário, sem receber salário, nem regular nem pontual, da mesma forma que não recebe senhas de presença nem ajudas de custo, e também não beneficia da utilização de telemóvel, cartão de crédito bancário nem de viatura para uso privado, senhas de combustível ou dispositivo via-verde.

Mais informações aqui. 

Donativos

1. Fins Gerais da Cruz Vermelha Portuguesa

  • Montantes recolhidos na Caixa de Donativos na Sede Nacional - 12,80€ (26/12/2018).
  • Donativo EDP Produção no âmbito da participação do presidente nacional Francisco George como palestrante na conferência "Envelhecimento/Juventude e sua ligação aos comportamentos no trabalho" - 1.500€ (02/02/2018).
  • Donativo LIDL campanha "Promoção do Bem" - 81.200€ para 7 estruturas locais CVP do Alentejo para projecto de seniores (5% fee sede nacional).
  • Donativo Intermarché "Ceia Solidária de Natal 2017" - 33.500€ para as 61 estruturas locais CVP envolvidas na iniciativa (3.000€ fee sede nacional).

 

2. Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa

Extracto bancário das contas do Fundo de Emergência, Novembro 2018 a Fevereiro 2019, clique aqui.

Donativo da Cruz Vermelha de Cabo Verde no valor de 600€ (27/11/2018).

Apelo de Emergência Síria 2018

  • Donativo recebido pela Comunidade Islâmica de Odivelas, 3.175,00€.
  • Angariação de 9.182,22€  depois do apelo lançado pelo Secretário-Geral da CVP numa entrevista na SIC Notícias no passado dia 21/02/2018. Ver entrevista aqui. Este montante foi já canalizado no dia 15/03/18 para o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), que está no terreno a apoiar o Crescente Vermelho Sírio na resposta humanitária.  pdfVer recibo do CICV (03/04/2018) aqui.

 

Apelo de Emergência Incêndios Portugal 2017

- Angariação de fundos para apoio das vítimas dos incêndios através do Fundo de Emergência - Junho 2017 a Janeiro 2018.

  • Total de fundos recebidos – 708.710,00€
  • Total de fundos aplicados – 657.759,45€

- Destino dos fundos aplicados:

  • Compra de 2 viaturas de emergência/logística e transporte de água – 62.761,00€
  • Compra de 2 tendas insufláveis de emergência – 27.732,00€
  • Compra de tanques - 7.500,00€
  • Serviço de Teleassistência durante 1 ano - 114.532,00€
  • Equipa de apoio psicológico - 9.129,00€
  • Reparação de viaturas – 6.314,00€
  • Alimentação de animais – 2.712,00€
  • Deslocação de técnicos – 560,00€
  • Programa Mais Feliz / Apetrechamento de habitações - 36.739,00€
  • Reconstrução de 5 casas de habitação – 389.780,45€*
  • Reserva para custos administrativos  – 39.022,00€

* Fundos aplicados no âmbito do protocolo estabelecido com a Câmara Municipal de Pedrógão Grande para a reconstrução de 5 casas de habitação neste município.

Galeria de imagens: Apoio social, apoio pscicológico e Teleassistência, out. 2017 | Reconstrução de habitações, 2018

Incêndios - Pedrógão Grande

PROTOCOLO ENTRE A CRUZ VERMELHA PORTUGUESA (CVP) E A CÂMARA MUNICIPAL DE PEDRÓGÃO GRANDE (CMPG) PARA A RECONSTRUÇÃO DE 5 HABITAÇÕES

07.12.2017

Assinatura oficial do protocolo entre a CVP e a CMPG. No âmbito deste protocolo, a CVP compromete-se a financiar a totalidade das obras de reconstrução/reabilitação de 5 habitações até ao limite do orçamento discriminado por habitação e de acordo com os critérios de selecção para a intervenção definidos (cláusulas 3ª e 6ª do referido protocolo).

O valor total atribuído para a reconstrução/reabilitação destas 5 habitações é de 389.780,45€.

Desde Fevereiro de 2018, e até à data, foram efectuados os pagamentos como abaixo discriminados. 

Imagem1 copy copy

07.11.2018

Nas datas de 07.11.2018 e 08.02.2019, a CVP foi notificada oficialmente para irregularidades no cumprimento dos critérios de selecção para intervenção nas casas, tendo de imediato suspendido os pagamentos das obras até à data.

Neste contexto, em abono da verdade e da transparência, a CVP encontra-se, inequivocamente, disponível para colaborar com as entidades competentes, incluindo Ministério Público, no apuramento dos factos.

CRUZ VERMELHA PORTUGUESA COMO COORDENADORA LOGÍSTICA DO APETRECHAMENTO NO ÂMBITO DO FUNDO REVITA

07.07.2017 

É criado o Fundo REVITA através do Decreto-Lei nº81-A/2017 para apoio às populações e à revitalização das áreas afetadas pelos incêndios ocorridos no mês de Junho de 2017, nos concelhos de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

No sentido de garantir a uniformidade e equidade na atribuição dos apoios, é constituída uma Comissão Técnica do Fundo REVITA. Esta Comissão é composta pelos presidentes das Câmaras Municipais de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, por 3 elementos da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e 2 elementos da Unidade de Missão para a Valorização do Interior.

  • Para consultar o Decreto-Lei nº81-A/2017, clique aqui.
  • Para saber mais sobre o Fundo REVITA, clique aqui.
  • Para saber mais sobre o Regulamento de Funcionamento e Gestão do Fundo REVITA (revisto a 12.09.2017), clique aqui.

18.09.2017

No âmbito do Fundo REVITA, é celebrado um protocolo entre o Instituto da Segurança Social, I.P. e a CVP para que esta assuma o papel de Coordenadora Logística de Apetrechamento, exercendo funções de suporte à Comissão Técnica, nomeadamente na preparação das propostas de afetação de bens.

Habitações

É atribuída à CVP a responsabilidade de apetrechamento de 76 habitações, conforme tabela abaixo. Destas 76 habitações, 44 encontram-se já concluídas e 32 estão em processo de reapetrechamento (dados de 12.03.2018).

tabela casas cecfc

Bens doados
De acordo com o Regulamento de Funcionamento e Gestão do Fundo REVITA, os bens em espécie doados são, preferencialmente, entregues aos beneficiários finais pelas entidades doadoras, garantindo estas o seu armazenamento e entrega.

Excepcionalmente, alguns doadores decidiram fazer a entrega dos bens doados ao Fundo REVITA. Neste contexto, foi solicitado à Câmara Municipal de Pedrógão colaboração no armazenamento e entrega destes bens à medida que as habitações se aproximavam da fase de conclusão da obra.

08.03.2019
Na sequência das notícias trazidas a público sobre a questão dos bens doados no território de Pedrógão Grande e com o objectivo de tranquilizar a comunidade, a CVP procedeu à deslocalização dos referidos bens para instalações da Cruz Vermelha de Coimbra. Importa referir aqui que os bens doados encontravam-se bem acondicionados e em perfeito estado de conservação, não existindo quaisquer danos materiais.

Neste momento, a CVP aguarda a conclusão da reconstrução das 32 habitações, passando também a ser responsável pela gestão do processo de armazenamento e entrega dos bens no âmbito do Fundo REVITA.

Projectos financiados

Projecto CVP: “Integrar em REDE” (Reforço, Educação, Disseminação e Envolvimento) - PT/2018/FAMI/399

(pdfclique aqui para ler descritivo do projecto)
Financiamento: FAMI - Fundo Asilo, Migração e Integração
Comparticipação: 146.761,20€ (taxa de co-financiamento de 75%)
Duração: 2 anos com início em 1/1/2019 e conclusão em 31/12/2020

FAMI completo b9c71

Powered by jms multisite for joomla